sexta-feira, 19 de março de 2010

Monomania e felicidade

Tinha a monomania de beijar a esclerótica dos filhos e da esposa. Um dia ganhou esclerose e a família toda ficou estramboticamente feliz.

Sofrer  degolas  diárias  nos  faz  criar  cada  vez  mais  artérias. Nunca  tem  fim. A  vida  é  vermelha. A  crueldade é  branca. O  azul...