sábado, 22 de outubro de 2011

Do Hipercapitalismo

O capitalismo chegou a um estado de paroxismo, após sua Contra-reforma depois da queda do socialismo na década de 1980, porque não soube nem se reconhecer como Hipercapitalismo. Não existe pós-modernidade. Existe Hipercapitalismo. As ideologias não morreram. Sobrevivem fortemente no discurso mercadológico, estatal e da indústria cultural de massa. A morte do sujeito já foi declarada, mas acontece que o sujeito nunca foi tão sujeitado quanto hoje. Então isso é papo furado de certas epistemologias caducas. O que os deslumbrados, o ingênuos e os alienados chamam de pós-modernidade eu chamo Hipercapitalismo. À crise do sistema financeiro mundial que hoje vemos, não chamo de crise passageira,chamo de paroxismo, crise terminal. O capitalismo pode não morrer, mas o Hipercapitalismo tem seus dias contados. Contem com isso.

quarta-feira, 12 de outubro de 2011

LANÇAMENTO DA SÉRIE LIVROS QUE NÃO PARAM EM PÉ





KAFKA EDIÇÕES VOLTA À CENA. AGORA COM MAIS 3 TÍTULOS: "COM QUE SE PODE JOGAR", ROMANCE DE LUCI COLLIN (MENÇÃO HONROSA NO PRÊMIO CIDADE DE BELO HORIZONTE); "O REI ERA ASSIM", NOVELA DE PAULO SANDRINI, CUJA VERSÃO BEM REDUZIDA SE ACHA NO LIVRO "GERAÇÃO ZERO ZERO", ORG. POR NELSON DE OLIVEIRA COM OS SEUS 21 MELHORES ESCRITORES SURGIDOS NO COMEÇO DO NOVO MÎLÊNIO NO BRASIL; "OS HÁBITOS E OS MONGES", LIVRO DE NARRATIVAS DE ASSIONARA SOUZA.

É A SÉRIE LIVROS QUE NÃO PARAM EM PÉ.


E ANO QUE VEM SERÃO MAIS SETE OU OITO NOVOS TÍTULOS.


ESSE ANO AINDA TEMOS A PUBLICAÇÃO DA NOVELA "CLOACA", DE ANTONIO CESCATTO.


MAIS NOVIDADES AINDA TEREMOS ANO QUE VEM. ESPERO QUE A CIDADE GOSTE DO QUE VEM POR AÍ. SERÁ COISA MUITO BOA. CERTEZA.



LANÇAMENTO: 19 DE OUTUBRO DE 2011
HORÁRIO: 21 HORAS
LOCAL: JOKERS
CIDADE: CURITIBA


DETALHES VER NO CONVITE ACIMA

Sofrer  degolas  diárias  nos  faz  criar  cada  vez  mais  artérias. Nunca  tem  fim. A  vida  é  vermelha. A  crueldade é  branca. O  azul...