quinta-feira, 4 de maio de 2017

Um animal solto no ar.

Há um animal solto no ar.
Há um dia que pesa sobre seu lombo.
Há nuvens.
E há chumbo nas nuvens.
Intenso.
E há um animal cavalgando no ar.
E há este dia que pesa em nós.
E há poeira na nuvens.
Deixando tudo opaco.
A sua e a minha vista.

] Atmosfera em sujeiras [

Há um bicho estripado perto da porta de entrada.
E há uma chuva que tenta lavar.
Há metais pesados no detergente.
E há gente pesada de gente.
E há um som furioso.
Guardado entre seus dentes e os meus.
E há palavras explosivas presas nas gengivas.
E um animal trotando nas veias.
Um animal relinchando penúrias.
Injúrias.
Há nós, há todos.
E há somente
Entre nós
As fúrias.
O amor e a compaixão foram destroçados
por um coice fatal.

Um animal solto no ar.

Sofrer  degolas  diárias  nos  faz  criar  cada  vez  mais  artérias. Nunca  tem  fim. A  vida  é  vermelha. A  crueldade é  branca. O  azul...