sexta-feira, 28 de julho de 2017

Te ofereço um passeio  no  parque. Iremos  à  roda  gigante. Só não  vou  lhe dizer que  o  eixo  está  solto.  Nosso  amor  vai  rodar  e  rodar  pela  cidade  esmagando  todos  os  outros  amores  possíveis. Somos  os  selvagens  da  roda  gigante,  qualquer  amor  de  diâmetro  curto não  nos  comove.

Sofrer  degolas  diárias  nos  faz  criar  cada  vez  mais  artérias. Nunca  tem  fim. A  vida  é  vermelha. A  crueldade é  branca. O  azul...