quinta-feira, 15 de janeiro de 2015


Essa música é muito boa. Deixo para os meus amigos.
A estrofe é perfeita:
"The future teaches you to be alone
The present to be afraid and cold
So if I can shoot rabbits
Then I can shoot fascists"

Poema em prosa de Aglaja Veteranyi


Em 2005, fazia pouco eu havia lido "Por que a criança cozinha na polenta", da romena Aglaja Veteranyi, e nesse ano a revista Coyote, de Londrina, publicou alguns poemas em prosa ou mini-histórias da autora. Foi uma grande honra estar nessa edição ao lado de Aglaja. Deixo aqui um texto traduzido por Fabiana Macchi.

O LIVRO
"Ontem Ângela sonhou com seus pais. Não tenham medo, disse ela, antes de ir, vou cozinhar uma cova para vocês. Ontem os pais de Ângela morreram. Ontem Ângela ganhou um filho, e o filho completou ontem 59 anos. Ontem Ângela disse: a pele não sabe quando deve parar de morrer. Ontem saiu no jornal: Ontem Ângela morreu.

Ontem a filha disse: eu quero um livro cheio de neve.”

Com o colega Márcio Abreu, em 2010, lançamento da Trilogia de Alhures, do Karam.


Sofrer  degolas  diárias  nos  faz  criar  cada  vez  mais  artérias. Nunca  tem  fim. A  vida  é  vermelha. A  crueldade é  branca. O  azul...