quinta-feira, 11 de junho de 2009

Pequeno trecho de um grande livro

Assim é que começa O impostor no baile de máscaras, do inesquecível Manoel Carlos Karam:

"Nota de cabeça de página
Arranquei do dicionário a palavra paixão. Carrego comigo."

Sofrer  degolas  diárias  nos  faz  criar  cada  vez  mais  artérias. Nunca  tem  fim. A  vida  é  vermelha. A  crueldade é  branca. O  azul...